PolyTripper - O segredo de sucesso do Senhor Zip
  polytripper
PolyTripper Articles
O segredo de sucesso do Senhor Zip
O segredo de sucesso do Senhor Zip

Devemos fazer o que precisa ser feito agora para colhermos em um futuro próximo. Se você que está lendo esse texto neste momento, lembre-se de que está fazendo isso porque em algum momento no passado de sua vida esse conhecimento da leitura foi a você ofertado. Você aprendeu a ler e está a fazer isso agora. O que mais você fez no passado que é capaz de fazer hoje? Tocar violão? Falar uma segunda língua? Então a pergunta é: o que está fazendo agora que poderá ser usado no seu futuro?


Eu agora x Eu depois

O Senhor Zip fala três idiomas além de ter reunido ao longo dos anos, sólidos conhecimentos sobre gestão de negócios. Tais habilidades rendem ao Senhor Zip uma boa remuneração como consultor em empresas norte americanas e chinesas. Mas esse profissional não aprendeu a dominar essas línguas enfiando o dedo em uma tomada e carregando o cérebro com informações – ele estudou muito e batalhou bastante.


Desde jovem o Senhor Zip, hoje com 39 anos, vem estudando linguagens e fazendo cursos diversos. Ele foi estimulado por um tio a adquirir esses conhecimentos e deu permissão ao cérebro do seu Eu jovem para estudar novas habilidades. A consequência dessa iniciativa foi a situação atual em que se encontra: trabalhando, fazendo dinheiro, e curtindo bons momentos com a família que formou.


Este homem poderia ficar acomodado em seu escritório e tocando a vida com os recursos que reuniu e com o trabalho que desenvolve. Só que não. O Senhor Zip permanece fazendo novos cursos e desenvolvendo o aprendizado de outros idiomas. Se não me engano ele agora estuda Japonês. Ele consegue dividir o tempo que tem entre o trabalho, faz atividades físicas, procura se divertir com a família e estuda.


O que o Senhor Zip faz é investir no próprio futuro imediato. Com o tio ele aprendeu que nada dura para sempre e que as coisas estão sempre mudando. Ainda bem né? Porque situações ruins também mudam, como foi, por exemplo, a infância pobre que teve o Senhor Zip. Ele aprendeu que não pode permanecer estagnado se pretende continuar a levar conforto para a sua própria família.


Todos nós precisamos entender que o dia de hoje dependerá do que fizemos ontem e consequentemente, o dia de amanhã dependerá do dia de hoje. O que estamos fazendo agora para garantir mais conforto para nós mesmos no nosso futuro imediato? O que nosso Eu jovem está fazendo neste momento presente para deixar de legado para o nosso Eu velho da semana que vem, do mês que vem, enfim do nosso futuro?


Pensar sobre o nosso Eu jovem de hoje e o nosso Eu velho de amanhã é estabelecer uma ponte entre o agora e o depois. Uma relação entre presente e futuro e não tem a ver com o tempo do ponto de vista cronológico. Todos nós, em qualquer momento de nossas vidas ou em qualquer idade, temos capacidade para adquirir novos conhecimentos e mudar nossa atitude em proveito de nós mesmos. É importante comemorar as conquistas mas a jornada não acabou.


Se é verdade que quanto mais jovem formos, mais fácil aprendemos, isso nada mais é do que um ótimo motivo para começarmos algo agora mesmo: seja um novo projeto, um novo curso, ou o aprendizado de um novo idioma. O ser humano nasce otimista e curioso. Com o tempo parece que uma força negativa nos força a esquecer dessa qualidade. Mas há uma forma de reverter isso a partir do momento em nos conscientizamos dessa nossa capacidade, do momento em que somos despertados.


Compartilhar é semear sabedoria

Existe uma forma de cada um nós não se esquecer disso que é o compartilhamento de informações. O bom contador de piadas nunca esquece as anedotas de seu repertório porque está sempre alegrando alguém com suas histórias divertidas. Do mesmo modo, podemos compartilhar boas atitudes compartilhando nossos conhecimentos com as pessoas que estão ao nosso redor, como filhos, sobrinhos e netos.

Se hoje você toca violão ou prepara aquela massa como ninguém, foi porque em algum momento da vida você dedicou parte de seu tempo para tal aprendizado e hoje colhe os bons elogios. Em outras palavras, você não será capaz de ingressar no ano que vem naquela banda de rock que pretende se não adquirir a guitarra hoje. Ou não vai curtir plenamente aquela viagem à Europa na próxima temporada se não investir seu tempo hoje em um novo idioma.


As oportunidades chegam e vão. Bons e maus momentos aparecem e desaparecem. Não podemos controlar esse fluxo talvez. Mas podemos administrar nosso tempo e nos concentrar em aprender algo hoje que será revertido em nosso próprio proveito em um futuro próximo. Quando aprendemos algo novo nós nos tornamos mais jovens, mais atrativos e, ao mesmo tempo, nos tornamos capazes de enxergar novos caminhos.


Você pode ver alguém que se arrependeu por não ter feito tal curso ou viagem. Mas dificilmente vai encontrar alguém reclamando ou arrependido por não ter aprendido Matemática, Ciências ou ter aprendido uma nova língua. Aproveite seu tempo hoje, agora, inicie um novo projeto, permita ao seu cérebro um novo aprendizado, o seu Eu futuro vai agradecer.


Texto extraído e adaptado do Livro Eu jovem Eu velho, ISBN B07D83T1Y6, Editora Amazon, Antonio Martins.






Antonio Martins  

:   ,

: 5.00

1 : 10.00

10 : 9.00

  (5.0)  -  1


All Topics

  • Share This: